sábado, 28 de janeiro de 2012

A EDUCAÇÃO E O PROCESSO DE MUDANÇA SOCIAL

Para começar, nada melhor do que uma frase reflexiva de Paulo Freire.
“Não é possível fazer uma reflexão sobre o que é a educação sem refletir sobre o próprio homem”. 
Paulo Freire.
Segundo Paulo Freire, o homem é um ser na busca constante de ser mais e, como pode fazer esta auto-reflexão, pode descobrir-se como um ser inacabado, que está em constante busca. Sendo está a raiz da educação.                                                                      
 Ainda de acordo com Freire,a educação é possível para o homem, porque este é inacabado e sabe-se inacabado. Isto leva-o a sua perfeição. A educação, portanto, implica uma busca realizada por um sujeito que é o homem, no qual deve ser o sujeito de sua própria educação.                                                                                                       
 Entretanto, saliento que o homem não pode ser objeto da educação, isso porque ninguém educa ninguém, somos mediadores, ou seja, nós que iremos contribuir para o nosso conhecimento.                                                                                                         
Freire em seu livro “A educação como mudança social” nos diz que, não há educação sem amor.                                                                                                                         
“[...] quem não é capaz de amar os seres inacabados não pode educar [...] quem não ama não compreende o próximo, não o respeita”.                                                              
Logo, com foco em Freire posso refletir que, a educação parte da afetividade, portanto torna-se impossível educar sem essa capacidade.
“Quando o homem compreende sua realidade, pode levantar hipóteses sobre o desafio dessa realidade e procurar soluções. Assim, pode transformá-la e com seu trabalho pode criar um mundo próprio: seu eu e suas circunstâncias”. (FREIRE, p.16)
Vivemos numa constante mudança, no qual os valores, a sociedade, etc., se alteram constantemente e nós seres humanos devemos nos adaptar, superando nossos saberes, pesquisando, levantando novas hipóteses, buscando a perfeição pelo saber.
“O homem integra-se e não se acomoda. Existe, contudo, uma adaptação ativa”.                                                                                                                                  Paulo Freire.

Para vocês, o que seria a educação como mudança social?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário